Mamoplastia Pós Obesidade (técnicas de autoaumento ou uso de próteses de silicone)


Os pacientes que se submetem a cirurgia bariátrica ou tem perda ponderal maciça por dietas se livram da obesidade e de seus problemas como diabetes e pressão, mas adquirem problemas relacionados ao emagrecimento rápido, como flacidez de pele em várias regiões.

Além do aspecto inestético, essa flacidez pode ocasionar dificuldade para a prática de atividades físicas, dificuldades de higiene, múltiplas infecções de pele e dificuldades para adequação ao vestuário.

As cirurgias plásticas pós bariátrica ou pós emagrecimento buscam corrigir esses defeitos, melhorando o contorno corporal e a integração social dos pacientes.

A região das mamas é especialmente afetada com excesso de pele e perda de volume importante, a mama tende a sofrer queda da aréola (ptose mamária), que passa a se direcionar para baixo. Isso causa grande incômodo para o vestuário e íntimo para as mulheres, uma vez que as mamas são tão valorizadas esteticamente.

A mamoplastia é a cirurgia na qual a flacidez cutânea da mama é removida e a aréola é recolocada em posição adequada, localizado no ponto mais projetado da mama. Devido à perda de volume ocasionada pelo emagrecimento nas pacientes pós bariátrica, é necessário na maioria dos casos realizar aumento mamário com técnicas que utilizam o excesso de tecidos adiposos ou próteses de silicone.