Abdominoplastia clássica


A abdominoplastia é o procedimento cirúrgico no qual se remove o excesso de pele abdominal e se realiza uma plicatura (aproximação com pontos) dos músculos retos abdominais, deixando o abdome mais reto, firme e acinturado. Este procedimento muito comumente e associado a lipoaspiração que permite melhora maior no contorno da cintura e acentuação dos glúteos.

Após a gestação ou perda ponderal excessiva o abdome pode desenvolver um excesso de pele, se tornando saliente e inclusive apresentar estrias. Algumas pessoas podem ter excesso de pele mesmo sem perda ponderal e na maioria das vezes é impossível de corrigir apenas com exercícios e dieta.

Quando a flacidez da pele é significativa o cirurgião plástico deve programar a realização de uma abdominoplastia que é a retirada do excesso de pele da região abdominal através de um corte na parte mais baixa do abdome, que fica escondido sob as roupas. Mas este procedimento não objetiva perder peso e não deve ser realizado em pessoas com obesidade generalizada.

Em alguns casos o excesso de pele é grande, mas não o suficiente para que se retira a pele até acima do umbigo e pode ser necessário deixar uma pequena cicatriz vertical junto a incisão.

Quando o excesso de pele é pequeno pode-se ainda optar por fazer a mini abdominoplastia que retira o excesso de pele apenas da região mais inferior com uma cicatriz menor. Para essa cirurgia o umbigo da paciente deve ser alto, pois ele será puxado para baixo junto com a pele.

É muito importante destacar que a abdominoplastia não substitui um programa de exercícios físicos e dieta balanceada e também não é utilizada como um instrumento de perda de peso. A variação de peso significativa após o procedimento, pode comprometer o resultado.