Rinoplastia


O nariz tem importância estética fundamental devido a sua posição central na face, participando do equilíbrio, harmonia e da beleza do rosto como um todo. Desse modo, costuma ser a queixa de vários pacientes que procuram o cirurgião plástico. A rinoplastia (ou cirurgia plástica do nariz) está indicada para melhora da aparênia, proporção do nariz, correção de laterorrinias (nariz torto) e correção de dificuldades respiratórias. Algumas das queixas que os pacientes apresentam são incômodo em relação ao formato, tamanho (grande ou pequeno demais para a face) ou ângulo do nariz e a giba. Ela é uma das cirurgias estéticas mais complexas. Por isso, na escolha do seu cirurgião dê preferência àqueles que possuem especialização na área.

A cirurgia pode ser realizada com colocação, retirada e modificação do formato das cartilagens e ossos nasais, sendo possível aumentar ou diminuir o tamanho e modificar a forma do nariz.

Antigamente, as cirurgias eram mais agressivas com retirada de bastante cartilagem e grande mudança na anatomia e, portanto, possibilidade de problemas futuros com ocasionados pela cicatrização. Hoje, as técnicas se tornaram mais conservadoras e evita-se ressecar excessivamente cartilagens que podem ser moldadas, mantendo a anatomia nasal e diminuindo o risco de problemas com a cicatrização. Em conjunto com o conceito de rinoplastia conservadora, também busca-se um resultado natural, com um nariz que combine com o rosto do paciente e sem aspecto de nariz operado.

A cirurgia poder ser feita por dois acessos basicamente, a rinoplastia aberta (com corte externo escondido na columela) e a rinoplastia fechada (com cortes internos no nariz apenas). Na técnica fechada a recuperação é mais rápida, com menos edema pós operatório e sem cicatrizes externas. Já na técnica aberta, existe a vantagem de maior exposição das estruturas, com diagnóstico mais correto das alterações anatômicas e procedimentos necessários para corrigi-los, dando maior precisão à cirurgia.